Sobre

A Feira da Música

Em 2019, a Feira foi hackeada e formatada com ousadia e sensibilidade, encarando de frente a perspectiva digital. 

Em sua 18ª edição, um formato inteiramente novo foi lançado, buscando instigar o cenário da música avançando para o ciberespaço. Faz parte do código-fonte da Feira a reinvenção, a resistência. Seus já conhecidos eixos de Difusão, Negócios e Conhecimento foram ajustados nesta perspectiva digital e a Feira acabou por se tornar mais atual do que nunca. 

Arquivo, Feira da Música – edição 2019 | Foto por Mídia NINJA

A tecnologia torna-se aliada, uma verdadeira ferramenta de transformação social, e o fator humano segue como o diferencial para repensar o cenário da música de forma diversa, democrática e acessível em busca de soluções e oportunidades através da sua Zona de Propulsão, seus Campos de Forças e suas Interfaces de Conversação. 

Em 2020, o mundo foi hackeado pela própria natureza e a Feira, já afinada com digital, avança livre por esse novo mundo possível. 

Realização 

A Feira da Música é realizada pela Prodisc – Associação dos Produtores de Cultura do Ceará e Casa Fora do eixo Nordeste -,  sendo composta por empresários e agentes do setor cultural e tendo entre as atribuições a realização de atividades para o desenvolvimento de negócios do setor.

A Feira da Música é a principal ação da Prodisc, que atualmente promove a formação profissional e técnica para jovens através de cursos práticos e oficinas. Em todo o histórico de realização da Feira, dezenas de profissionais produtores culturais foram formados. Atualmente a Prodisc assumiu o papel de Ponto de Cultura, disponibilizando uma série de atividades de formação técnica e profissional para jovens. Além disso, os profissionais atuantes no mercado são auxiliados pelos fóruns de discussão na Conferência Internacional da Música que abrem a possibilidade de informar e contribuir para a formação de melhores quadros de profissionais do setor.

Arquivo da Prodisc, 2015

A Prodisc nasceu da vontade de um grupo de empresários de incrementar os negócios no setor da música. Sua origem remonta ao Pacto de Cooperação, um movimento de livre articulação da sociedade cearense para discussão de problemas e soluções nas diversas áreas de atuação social, profissional e econômica, com mais de vinte anos de história. Além de associar as empresas do setor visando o incremento do mercado, a Prodisc teve o mérito de organizar a primeira Feira de Negócios do setor para pequenas empresas atuantes no mercado independente da música. A Feira, que teve início em 2002, tornou-se referência para a reorganização do setor no Brasil quando o modelo de negócios de música entrou em crise em todo o mundo.

Atualmente a Feira da Música inspira a realização de eventos em todo o país e se tornou referência para negócios da música, além de ser reconhecida como um importante espaço para a discussão de novos modelos e formatos de organização do setor, reunindo toda a cadeia produtiva. A Prodisc realiza atividades em todo o Estado do Ceará em parceria com órgãos públicos e privados, além de integrar associações nacionais de entidades empresariais do setor da música, participando diretamente de fóruns de discussão e definição de atividades e políticas públicas para o desenvolvimento do setor.